PT | EN

O retrato do ecossistema no final de 2017 pela Rede Nacional de Incubadoras

Rni
O mês de dezembro permite traçar balanços e nas contas do ecossistema partilhadas pela RNI – Rede Nacional de Incubadoras os números revelam a mudança vivenciada entre 2016 e o final de 2017. Em comparação com o ano transato, Portugal cresceu no número de players a operar (+11%) e no número de projetos instalados na Rede Nacional de Incubadoras (+37%), tendo as startups envolvidas contribuído com a criação direta de 2547 novos empregos.
 
A Rede Nacional de Incubadoras, organismo que a ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários integra com as suas infraestruturas da rede LINC, aproveitou o primeiro Encontro Nacional de Incubadoras, realizado nos dias 6 e 7 de novembro em Lisboa, para auscultar fazedores e players de apoio à criação e ao desenvolvimento de startups. Na caracterização do ecossistema nacional de empreendedorismo em 2017 surgem alguns dados que dão substância à crescente maturação dos empreendedores e das novas empresas portuguesas. 
 
No final de 2017, é possível afirmar que 80,43% das startups sobrevivem após 12 meses de incubação e 67,76% mantém atividade após dois anos no mercado. Na Rede Nacional de Incubadoras existem 3270 salas de incubação, que são preenchidas por 1983 startups em regime de incubação física. Na estatística somam-se ainda 1022 novos negócios ligados à RNI sob o regime de incubação virtual. No total, há assim 3005 novas empresas ligadas à RNI, entre as quais se evidenciam 769 projetos apoiados por programas e medidas como: Startup Voucher, Empreende Já, Vale de Incubação, Tourism Explorers, Spin+ e Apreender 3.0. 
 
EMPREENDEDORES E PLAYERS PEDEM MAIS FINANCIAMENTO SEED E ABERTURA PERMANENTE DE CANDIDATURAS AO STARTUP VOUCHER E AOS VALES INCUBAÇÃO
 
Após o inquérito levado a cabo no Encontro Nacional de Incubadoras, os fazedores e players presentes ressalvaram as necessidades de contar com bons projetos (40%) e de facilitar o financiamento seed (37%) como dois fatores críticos para o desenvolvimento do ecossistema empreendedor português. Na avaliação da Web Summit, os participantes deram feedback positivo (Sim-76%; Não-24%) ao impacto do certame tecnológico sobre a comunidade nacional de empresas e empreendedores. Questionados aubda sobre a periodicidade mais adequada para a abertura de concursos às medidas Startup Voucher e Vale Incubação, 47% dos participantes do encontro acreditam que um modelo de abertura permanente das candidaturas seria a opção mais indicada.
 
OPORTUNIDADES EM ABERTO
 
No encerramento do ano há ainda algumas oportunidades em aberto para os empreendedores. Abaixo deixamos quatro programas com inscrições ativas:
 
O Empreende Já tem candidaturas abertas até ao dia 22 de dezembro para o programa de bolsas. Inscrições aqui >>
 
O CEIIA -  Centro para a Excelência e Inovação da Indústria Automóvel tem candidaturas abertas ao 4SCALE, programa de aceleração de hardware. Saiba mais aqui >>
 
A Startup Portugal está a organizar uma missão para startups e scaleups nacionais nas áreas de hardware e eletrónica de consumo, que prevê a visita à feira internacional CES, a decorrer em Las Vegas entre os dias 9 e 12 de janeiro. Inscrições aqui >>
 
O Programa Semente continua disponível para acolher investidores individuais que queiram impulsionar novos negócios e obter benefícios fiscais com os seus investimentos. Inscrições abertas até ao dia 31 dezembro aqui >> 
 
20.12.2017