PT | EN

Estado da Arte do Empreendedorismo Sénior: diagnóstico, estratégias e casos de sucesso

Empreender4560
O ato de empreender não escolhe género ou idade, mas a Comissão Europeia identificou um problema na faixa etária entre os 45 e os 60 anos: há uma quantidade significativa de desempregados neste intervalo, facto que é acompanhado de uma forte resistência deste público ao empreendedorismo. Nesse sentido, a AEP – Associação Empresarial de Portugal criou o projeto "Empreender 45-60: Uma Estratégia de Apoio ao Empreendedorismo Sénior na Região Norte do País" para dar respostas ao problema identificado. A iniciativa conta já com dois estudos realizados e os documentos foram a base de trabalho para a construção de um plano estratégico de medidas de apoio ao empreendedorismo sénior.
 
O estudo de “Diagnóstico e Estratégia de Desenvolvimento” partiu de um intenso trabalho de observação, análise e levantamento de informação (através de questionários, entrevistas e grupos focais) para desenhar uma estratégia com ações orientadas à superação dos problemas e constrangimentos verificados no momento de avançar para a criação de negócios. 
 
O resultado foi a construção de um plano de ação para os empreendedores com idade compreendida entre 45 e 60 anos, capaz de promover a aprendizagem especializada (via e-learning), a ligação com jovens empreendedores (match-making) e o acesso a agentes decisores no desenvolvimento de novos projetos (fundos de apoio, investidores ou plataformas de investimento por exemplo). Tudo isto, numa plataforma cooperativa e colaborativa que fomenta a partilha e promoção de casos de sucesso e insucesso, por via da aposta no storytelling para disseminar boas práticas, partilhar experiências e precipitar ou evitar erros.
 
Já o manual de "Benchmarking Internacional" começa por abordar o conceito de empreendedorismo sénior para apresentar o conjunto de boas práticas levadas a cabo pela Comissão Europeia através de iniciativas como "Senior Entrepreneurship Laboratories", "MASTERhora", "THE MENTOR HIVE" ou "Vida Sostenible". Na agenda do documento seguem-se os casos notáveis verificados pela Europa fora. Neste conjunto cabem os case studies nacionais "Tarde demais para empreender?" e "Fundo bem comum", bem como o "Programme 45+" aplicado em França ou a iniciativa "Best Agers" operacionalizada nos países bálticos. O relatório termina com a reflexão sobre os desafios societários do Empreendedorismo Sénior e uma revisão à principais políticas europeias e programas de apoio a PME criadas pelos empreendedores seniores.
 
Para conhecer melhor as ações previstas no âmbito do projeto Empreender 45-60 deve clicar aqui.
17.07.2017