PT | EN

Portugal Fashion em São Paulo com Miguel Vieira e Luís Buchinho

Luisbuchinhoresort_025

O Portugal Fashion regressa a São Paulo, no próximo dia 6 de dezembro, para produzir os desfiles de Miguel Vieira e Luís Buchinho, pelas 19h00, no Parque Ibirapuera. A apresentação das coleções primavera/verão 2013 dos conceituados designers portugueses estará incluída na mostra Portugal Moderno, Sentir Portugal, dinamizada pela AICEP e pelo Consulado Geral de Portugal em São Paulo, a partir do dia 4 de dezembro, naquela que é a terceira maior cidade do mundo. A iniciativa integra a programação oficial do ano de Portugal no Brasil e visa dar a conhecer produtos, conceitos e projetos portugueses, reveladores da modernidade, inovação e qualidade nacionais. Trata-se da nona vez na sua história recente que o Portugal Fashion leva a moda portuguesa àquele que é também o centro económico da América Latina. O tour de force internacional levado a cabo pelo projeto da ANJE prossegue dia 12 de dezembro, em Madrid, com os desfiles de seis jovens criadores portugueses. 

 
O Portugal Fashion deu início à divulgação da capacidade criativa e produtiva da moda portuguesa em São Paulo no ano de 1999, mas nunca essa divulgação foi tão pertinente como na atualidade. Representando um universo superior a 150 milhões de consumidores, o mercado brasileiro tem atualmente um melhor nível de vida, um maior poder de compra, bem como uma mais expressiva procura de produtos de alto valor acrescentado. Trata-se de uma das 10 maiores economias mundiais, uma das potências emergentes do globo que, juntamente com a Rússia, a Índia e a China, forma o promissor grupo apelidado BRIC. 
 
De resto, o ano de Brasil em Portugal e de Portugal no Brasil não poderia passar sem que a moda portuguesa desse uma vez mais provas de todo o seu potencial e competitividade. “A moda é um dos setores nacionais com mais tradição e notoriedade a nível global, pelo que faz todo o sentido assegurar o seu destaque na vasta programação do Ano de Portugal no Brasil”, afirma o presidente da Comissão Executiva da ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários, Manuel Teixeira. “De todas as áreas das Indústrias Criativas nacionais, a moda é que congrega mais oportunidades de negócio, a que está mais apta para competir internacionalmente e estreitar relações económicas, bem como a que reúne mais fatores críticos de sucesso no âmbito do desejado processo de alavancagem da imagem de Portugal no mercado brasileiro”, acrescenta o mesmo responsável. 
 
A mostra interativa Portugal Moderno, Sentir Portugal destacará a marca Portugal a vários níveis, materializando-se numa experiência sensorial onde estarão representadas áreas como o turismo, a arquitetura, a energia e a tecnologia. Durante seis dias, recorrendo às mais recentes inovações tecnológicas e aos mais dinâmicos projetos nacionais, será montado no Parque Ibirapuera um verdadeiro ecossistema de modernidade, de assinatura portuguesa. A iniciativa dirige-se a públicos muito particulares, designadamente investidores, empresários, jornalistas e profissionais especializados das diversas áreas envolvidas. 
Pf_saopaulo

Das cores cítricas de Miguel Vieira às formas geométricas de Buchinho 

Miguel Vieira apresentará, em São Paulo, a coleção “Perfume”, que se inspira em “culturas exóticas e paisagens idílicas”. Para homem, o criador propõe “peças trabalhadas em base de alfaiataria” e, para mulher, um “jogo de volumes entre peças estruturadas e peças mais casuais e soltas”. Quanto à paleta cromática, predominam o branco neve, o preto caviar, a areia Sahara e as cores cítricas: rosa quente, verde lima e laranja sol. 
 
Numa griffe em que “o clássico é reinventado”, Miguel Vieira invoca, inclusive, o “magnífico pôr do sol da Amazónia” para justificar “uma paleta de cores vibrantes, que nos desperta os sentidos, como se de notas de um perfume se tratasse”. As peças concebidas a pensar no verão de 2013 revelam “uma nova frescura”, conseguida através de pormenores e materiais como “lantejoulas néon em base de seda” ou “tecidos jacquard com estampados geométricos e florais”. Miguel Vieira apostou ainda na “mistura sofisticada de texturas” e na “reestruturação de peças através de corte estratégico”. 
 
Luis Buchinho, por sua vez, antecipa o próximo verão com “formas geométricas puras, assimetrias e efeitos gráficos em planos contrastantes”. A fonte de inspiração do criador portuense são “os elementos da linguagem moderna da arquitetura”. Algodão stretch, viscose, tafetá, chiffon e cetim de seda de diferentes densidades e texturas são os materiais selecionados para construir “linhas retas, formas estruturadas sofisticadas e femininas, trabalhadas em cortes anatómicos e acentuadas pelo uso de microplissados”. 
 
Nas propostas estivais do designer “a cor serve a forma, tanto nos estampados, como nas suas utilizações em bloco”. Magenta, rosa, coral, laranja e vermelho são as opções cromáticas em evidência. Uma paleta que Luis Buchinho define como “quente, luminosa e saturada”, produzida a partir do “brilho de materiais metálicos como o cobre e o aço” e dos “tons terra e siena da madeira”.
 
O Portugal Fashion é um projeto da responsabilidade da ANJE - Associação Nacional de Jovens Empresários, desenvolvido em parceria com a ATP - Associação Têxtil e Vestuário de Portugal e atualmente financiado pelo QREN - Quadro de Referência Estratégico Nacional, no âmbito do Compete - Programa Operacional Factores de Competitividade.
 
04.12.2012