PT | EN

Portugal Fashion em Madrid com seis jovens criadores

Pf_madrid_dez12_2

Depois da passagem por São Paulo, o roteiro internacional do Portugal Fashion prosseguiu com uma ação promocional da moda lusa em território espanhol. As propostas de seis jovens criadores portugueses para o verão de 2013 desfilaram no dia 12 de dezembro, em Madrid, no Matadero – Centro de Creación Contemporánea. Carla Pontes, Daniela Barros, Estelita Mendonça, Hugo Costa, Joana Ferreira e João Melo Costa forma os nomes em destaque. O projeto da responsabilidade da ANJE ambiciona, deste modo, contribuir para a afirmação do design português num mercado que continua a destacar-se entre os principais agentes do negócio global do setor têxtil e de vestuário. 

As edições nacionais do Portugal Fashion têm cada vez mais impacto no país vizinho, facto que se reflete na crescente notoriedade dos criadores portugueses em terras castelhanas. Tirando proveito deste reconhecimento, seis jovens criadores tiveram agora a oportunidade de mostrar o potencial de renovação da moda portuguesa perante jornalistas, produtores de moda, agentes de compras, profissionais da indústria têxtil, diretores criativos, entre outros públicos especializados. 
 
Tratou-se, uma vez mais, de uma ação de consolidação da imagem que a moda portuguesa tem vindo a construir dentro e fora de portas, sendo que desta feita o Portugal Fashion procurou também materializar a sua estratégia de aproximação entre os jovens designers e a indústria. Indústria essa que, no caso ibério, continua a revelar importantes relações de interdependência, sendo cada vez mais expressivas as relações empresariais estabelecidas entre os dois países. 
Danielabarros_029

Mercado privilegiado no setor da moda 

Em 2011, Portugal foi o terceiro fornecedor de moda em Espanha, tendo protagonizado uma subida de três pontos no “ranking” das importações do nosso parceiro ibérico – o maior crescimento registado entre os demais países fornecedores. Espanha é um dos cinco primeiros mercados do setor da moda a nível europeu e conta com importantes grupos de distribuição, muitos deles com presença multinacional, bem como com uma cadeia de fornecimento vasta e diversificada, também ela de cariz global. 
 
A existência de um historial de fornecimento e de outras parcerias profissionais entre Portugal e Espanha e a própria proximidade geográfica e linguística atenuam as barreiras usualmente impostas à entrada dos jovens criadores num mercado internacional e justificam também a investida do Portugal Fashion. Recorde-se que a aposta em jovens designers é, desde há muito, um dos pilares do projeto da ANJE. O Portugal Fashion procura funcionar como alavanca de talentos emergentes, de modo a dinamizar o panorama da moda nacional, a facilitar a integração de novos designers no mercado de trabalho e a preencher eventuais lacunas que empresas do setor têxtil, vestuário e calçado tenham ao nível do design. 
 
Foi, de resto, neste contexto que, mais recentemente, surgiu o Espaço Bloom, plataforma integrada nos eventos nacionais do Portugal Fashion, criada com o intuito de proporcionar aos novos criadores desfiles num ambiente mais informal, urbano e multiartístico. Este espaço tem vindo a contribuir para dar visibilidade ao trabalho de jovens saídos das escolas de moda e que revelam potencial, bem como para solidificar a aposta em nomes emergentes. 
 
O Portugal Fashion é um projeto da responsabilidade da ANJE - Associação Nacional de Jovens Empresários, desenvolvido em parceria com a ATP - Associação Têxtil e Vestuário de Portugal e atualmente financiado pelo QREN - Quadro de Referência Estratégico Nacional, no âmbito do Compete - Programa Operacional Factores de Competitividade.
14.12.2012