PT | EN

Perfil: A pinta que fez a diferença

Perfil_danielalacerda

Contornar o desemprego através do empreendedorismo é um dos desafios impostos pela actual conjuntura económica. As opções são múltiplas e vão além das experiências profissionais anteriores e até mesmo das áreas de formação profissional do potencial empresário. Testemunho disso mesmo é Daniela Lacerda que, ao cabo de vários anos ao serviço de uma das principais operadoras de telecomunicação nacionais, voltou atenções para o universo infantil e decidiu criar a Nuvem com Pinta, uma creche que inova no formato e nos serviços. Babysitting, natação para bebés e até sessões fotográficas são algumas das valências da empresa criada com o apoio do IEFP. 

“A Nuvem com Pinta é uma creche com berçário, para bebés dos três meses aos três anos. Toda a concepção do espaço foi idealizada e concretizada como se de uma casa se tratasse, uma casa devidamente equipada para a chegada de um bebé. A única diferença é que não esperamos apenas um, esperamos muitos”, afirma com entusiasmo Daniela Lacerda. O entusiasmo de uma jovem de 35 anos, licenciada em Comunicação e Relações Públicas, que que pensou um negócio, à partida tradicional, com forte sentido estratégico e inovador. 
 
À oferta convencional de uma creche, a Nuvem com Pinta agrega os serviços de “babysitting, natação para bebés, preparação para parto e pós parto, festas de aniversário até aos 10 anos, férias escolares até aos 13 anos e sessões fotográficas para bebés, para grávidas e famílias”, conta Daniela Lacerda. Para lá da diferenciação no mercado e da multiplicação de oportunidades de negócio, a empresária justifica este leque de serviços com o intuito de “proporcionar à família de cada bebé/criança a possibilidade de desenvolver actividades que comportam um elevado grau de interactividade com o seu bebé e de o realizar com a máxima segurança e conforto”. 
 
O HighScope é o método pedagógico que começa a ser implementado na Nuvem com Pinta. Os resultados esperados pela empreendedora passam pela obtenção de “crianças confiantes e com auto-estima”, bem como pela conquista de “grande proximidade entre a creche e a família”. De acordo com Daniela Lacerda, o método prevê visitas à creche e a utilização, por parte do HighScope Portugal, de “ferramentas próprias para a constatação de todo o trabalho que é desenvolvido de forma isenta”. Complementar esta medida com a certificação de qualidade é a intenção da empresária. 
 
Perfil_danielalacerda02

Pequenas nuvens iluminam espaço moderno e informal

De decoração simples e funcional, com pequenas nuvens a iluminar um tecto pintado de azul suave, o espaço idealizado pela empreendedora respira modernidade e proximidade. O ambiente familiar e até informal é equilibrado com uma imagem de rigor que a empresária faz questão de ressalvar: “cumprimos criteriosamente todos os requisitos, normas e legislação vigente”. Situada junto à rotunda AEP, que liga as cidades do Porto e Matosinhos, a Nuvem com Pinta tem capacidade para 47 crianças e conta actualmente com quatro colaboradores. 
 
O investimento inicial foi de 210 mil euros e a empreendedora contou com o apoio do IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional, através do programa Iniciativas Locais de Emprego. Aconselhada pela ANJE em matéria de empreendedorismo, Daniela Lacerda viu assim reconhecido o potencial do seu plano de negócio e ganhou força para avançar com um projecto que nunca concebera durante os nove anos em que trabalhou ao serviço de uma operadora de telecomunicações. A carreira por conta de outrem não terminou da melhor maneira, mas a iniciativa empresarial fez regressar a motivação da jovem natural de Coimbra. 
 
Consciente de que “panorama actual” torna “impreterível multiplicar os esforços”, Daniela Lacerda afirma que os seus objectivos passam agora por “dar a conhecer a Nuvem com Pinta” e continuar a “garantir uma relação de confiança” com os pais das crianças que frequentam a creche. Fascinada pelas áreas de Comunicação, Marketing e Publicidade e decidida apostar no reforço das suas qualificações, a empreendedora vai certamente alcançar os objectivos a que se propõe. 
 
04.04.2012