PT | EN

33.º Portugal Fashion Abstrart revelou as propostas para o próximo verão

Foto_pfabs33
Alves/Gonçalves, Anabela Baldaque, Fátima Lopes, Felipe Oliveira Baptista, Luís Buchinho, Luís Onofre, Miguel Vieira, Ricardo Preto e Katty Xiomara foram alguns dos mais internacionais criadores portugueses que entre os dias 23 e 26 de outubro revelaram as tendências para a estação quente de 2014. Sob o tema “Abstrart”, o 33.º PORTUGAL FASHION ABSTRART arrancou na passada quarta-feira na capital, com desfiles na Estação de Metro do Cais de Sodré e na Estufa Fria de Lisboa, e terminou no sábado, na cidade invicta, no edifício da Alfândega do Porto. 
 
Como habitualmente, o evento afirmou-se como um patchwork de propostas de moda muito variadas e de designers com linguagens estéticas, públicos e segmentos de mercado muito distintos. Além dos jovens designers, criadores emergentes, estilistas consagrados e marcas de vestuário e calçado, o 33º Portugal Fashion ficou ainda marcado pela integração de quatro escolas de moda no programa de desfiles. Ao todo, em Lisboa e Porto, o certame reuniu 37 criadores e 15 marcas repartidos por 26 desfiles individuais e 11 desfiles coletivos.
 
“Uma das principais qualidades do Portugal Fashion é a sua capacidade para abranger uma grande diversidade de conceitos de moda: da alta-costura ao pronto-a-vestir urbano, do jovem criador ao estilista conceituado, sem esquecer as linhas comerciais da indústria de vestuário e calçado”, sublinhou Manuel Lopes Teixeira da direção do Portugal Fashion. 
 
Na Estação do cais do Sodré, Andreia Lexim e Gonçalo Páscoa e O Simone e João Melo Costa abriram as hostes para a apresentação da coleção da reputada dupla Storyrailors. Mais tarde na Estufa Fria de Lisboa, coube à marca TM Collection, sob a direção criativa de Teresa Martins, e à dupla Alves/Gonçalvesrevista encerrar o primeiro dia de desfiles. Nos três dias seguintes, na Alfândega do Porto, foi possível aferir a evolução de jovens criadores do Espaço Bloom – plataforma dedicada à descoberta de novos talentos da moda – que, nesta edição, transitaram para a passerelle principal do evento.
 
Daniela Barros, Estelita Mendonça, Susana Bettencourt e Hugo Costa estrearam-se, assim, na passerelle principal, numa opção justificada pela “maturidade, qualidade e pertinência estética do trabalho destes jovens criadores” segundo Manuel Teixeira. “De resto, os designers em causa têm já experiência em eventos internacionais com o apoio do Portugal Fashion, nos quais impressionaram o público especializado”, acrescentou ainda o responsável.
 
No line up desta 33ª edição para a cidade invicta mereceram ainda destaque os desfiles individuais de Felipe Oliveira Baptista, Diogo Miranda, Luís Buchinho, Katty Xiomara e Fátima Lopes, bem como as coleções das marcas de vestuário Vicri, Lion of Porches e Dielmar e os desfiles coletivos da indústria e do calçado.
 
 
Foto_pfabs33_2
Celebrar o abstracionismo artístico
 
“Abstrart” foi o tema escolhido para a 33.ª edição do evento. Com esta temática celebrou-se o abstracionismo artístico presente na moda, com tudo o que isso representa em termos de subversão das relações formais entre cores, linhas e superfícies. Tal como na arte, esta fuga à realidade concreta das coisas produz criações de moda de grande valia estética e provoca ruturas com os cânones estabelecidos. 
 
Em Lisboa, a celebração do “Abstrart” passou, sobretudo, pela relação da passerelle com os espaços onde foi instalada: a Estação de Metro do Cais do Sodré, um cenário eminentemente urbano no qual avulta a intervenção plástica de António Dacosta, pintor surrealista e mais tarde abstrato; e a Estufa Fria de Lisboa, cuja nave concebida por Edgar Cardoso conferiu uma impressiva envolvência estética aos desfiles.
 
No Porto, a evocação do tema  esteve patente não só pela relação com o monumental edifício da Alfândega, mas também pela cenografia concebida pelo designer de interiores Paulo Lobo. Para as várias zonas adstritas ao evento (passerelle, boca de cena, espaços lounge, bares, etc.) foi idealizado um cenário construído com material reciclado pintado por estudantes de arte, usando exclusivamente as cores do cartaz desta edição do Portugal Fashion.
 
 
Emp_8_20131026_1428040377
18 desfiles de jovens criadores no Espaço Bloom 
 
Nesta 33.ª edição, o certame aprofundou uma das suas principais linhas estratégicas: descobrir, promover e apoiar jovens designers de moda. Ao todo, o Espaço Bloom deste 33.º Portugal Fashion contou com a participação de 14 jovens designers, quatro escolas de moda e uma marca (Klar). 
 
Destaque para as estreias de Gonçalo Páscoa, O Simone, Maria Martins e Pritt Franco e a apresentação de desfiles coletivos de alunos dos cursos de design de moda da Árvore – Escola Artística e Profissional, do MODATEX – Centro de Formação Profissional da Indústria Têxtil, Vestuário, Confeção e Lanifícios, da ESAD – Escola Superior de Artes e Design de Matosinhos e da Escola de Moda do Porto (EMP). Os estudantes puderam, assim, enriquecer a sua aprendizagem especializada com a participação num dos maiores eventos de moda da Península Ibérica.       
 
“Continuamos a consagrar boa parte do Portugal Fashion a desfiles de jovens criadores e de criadores emergentes, com o intuito de promover a renovação geracional da moda portuguesa. Até porque se trata de uma geração muito bem preparada tecnicamente, com uma mundivisão cosmopolita e um apurado sentido estético – fatores primordiais para o sucesso no mundo global da moda”, justifica Manuel Lopes Teixeira.
 
 
 
 
 
 
Emanuelaluzzi_003_20131027_1735271193
Estudantes internacionais disputaram “Porto Fashion Show” 
 
O programa de desfiles da 33.ª edição do evento incluiu ainda o desfile coletivo dos concorrentes ao “Porto Fashion Show”, uma iniciativa do CENIT – Centro de Inteligência Têxtil que a organização do Portugal Fashion acolheu uma vez mais. 
 
Disputado por finalistas de escolas de estilismo de Portugal (Modatex, EMP e ESAD) Espanha (IED Madrid), França (Atelier Chardon-Savard), Itália (Istituto Marangoni), Reino Unido (Falmouth University) e Alemanha (ESMOD Berlin), o concurso reuniu dezoito concorrentes. Após a apresentação dos respetivos trabalhos e o escrutínio do painel de jurados presidido por Felipe Oliveira Batista foram declarados os seis vencedores da competição.
 
Michael Klammsteiner (Alemanha) , Marina Criado (Espanha), Myriam Boudjella (França), Thea Cozzi (Itália), João Melo Costa (Portugal) e Rebecca Taylor (Reino Unido) ganharam as competições nacionais e receberam prémios no montante global de 10 mil euros (2 mil por nacionalidade). Já Catharina Saffier, estudante da Esmod Berlin, foi a grande vencedora do concurso e arrecadou o prémio principal avaliado em 10 mil euros.
 
28.10.2013